• OS LENGUA-MASKÓY [ENXET] DO CHACO PARAGUAIO OS LENGUA-MASKÓY [ENXET] DO CHACO PARAGUAIO Zoom

OS LENGUA-MASKÓY [ENXET] DO CHACO PARAGUAIO

100

R$ 120,00

Autor: GRUBB, W. BARBROOKE
Editora : (VALER) EDITORA
Modelo: 1003
ISBN : 978-65-5585-3
Largura : 16 cm
Altura : 23 cm
Peso : 592 g
Páginas : 416

Os anteriormente chamados Lengua, atualmente Enxet, eram vagamente conhecidos durante a colônia espanhola no Paraguai. A retirada dos Mbaya Caduveos no final do século XVIII da margem direita do Rio Paraguai, deslocando-se para a margem esquerda
do rio em Mato Grosso do Sul, abriu caminho e espaço para outros povos indígenas do interior do Chaco. Os primeiros contatos entre missionários anglicanos e os Enxet, na margem direita do rio, foram fortalecidos após a chegada na área do então jovem missionário escocês W. Barbrooke Grubb (1889), que, desde então, com base em sua profunda imersão, aprendizagem da língua indígena e uma obstinada – e questionável – vontade de cumprir sua missão evangelizadora, passou longas décadas com esse povo, estabelecendo missões anglicanas entre eles, o que foi esteio para a penetração de outros colonizadores. O testemunho etnográfi co de Grubb, além de seu viés religioso e civilizacional, oferece uma riqueza de detalhes que retrata vividamente a cultura, a cosmologia, o xamanismo e muitos outros aspectos do povo Enxet. A narração de Grubb capta e catalisa um ponto de virada do mundo precedente, livre e autônomo dos Enxet-Lengua. Estes, desde então, serão gradativamente transformados pela infl uência da colonização, não sem oferecer resistência à dominação e reconfigurar e ressignificar os processos e as mudanças impostas.

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem: